sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Belezinhas via Amazon-UK: Spartacus Especial Edition (digibook)

O título do post diz tudo. Sempre quis ter esse filme e finalmente o tenho em uma linda edição e com a melhor qualidade de som e imagem. Com vocês, SPARTACUS, de Stanley Kubrick:



Gostou? Garanta-o já em sua estante! Abaixo, o link direto para ele (e os outros títulos dessa coleção limitada) na Amazon do Reino Unido. Todos são região livre, ou seja, tocam no seu player, e têm opções no nosso idioma (Spartacus e King Kong apenas legendados em português de Portugal).


 

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Belezinhas via e-bay: Harry Potter 4 Ultimate Edition

Hoje vou mostrar aqui a lindíssima Edição Definitiva de Harry Potter e o Cálice de Fogo. Bem, definitiva até que lancem outra, porque a dona Warner não vai perder a oportunidade de ganhar cada vez mais com essa sua mais valiosa franquia. Por mim, essa edição já está completíssima e estou satisfeito. Faltam agora, para fechar a coleção, os volumes 5, 6 e 7.

Fiquem com o vídeo:

Essa edição eu comprei no E-bay, na loja Red Tag, onde eu já havia comprado os volumes 2 e 3. Recomendadíssima a loja! Agora, se você preferir a "segurança" da Amazon, incluída ai seus impostos antecipados, é só clicar nos links abaixo (lembrando que a o primeiro filme é o único que não tem legendas no nosso idioma, nem dublagem):

   
   
_________________________________________________________________________

Veja também:

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Rei do Baião no telão


A relação entre pai e filho já rendeu ao cinema filmes notórios como "Em nome do Pai", de Jim Sheridan, com o oscarizado Daniel Day-Lewis e Kramer vs. Kramer, de Robert Benton, com os também oscarizados Maryl Streep e Dustin Hoffman. Faltava o cinema nacional um bom representante desse filão. Não falta mais. Baseado na dificílima relação entre Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, e seu filho, o também músico Gonzaguinha, Breno Silveira trouxe ao grande público um emocionante, mas não perfeito, filme sobre a ascensão do autor de "Asa Branca", o hino do nordeste brasileiro, que mal conhecia o próprio filho.

Escrito por Patrícia Andrade, que teve como base as gravações que Gonzaguinha fez em fita cassete entrevistando seu pai, o filme acerta ao contar a origem humilde de Gonzaga desde que saiu acoçado de Exu, no sertão pernambucano aos 17 anos e alistou-se no exército (fase em que foi interpretado pelo talentosíssimo Land Vieira), até sua ascensão na rádio no Rio de Janeiro, dez anos depois, sem endeusar o artista; ele mostra os percalços dessa trajetória, que ajudam a entender como foi a sua formação.  Chambinho do Acordeon (uma gratíssima surpresa) dá vida a Gonzaga na fase adulta e Adelio Lima na sua fase mais madura, mas é Julio Andrade, inspiradíssimo, quem rouba a cena como Gonzaguinha (interpretado na sua pré-adolescência por Alison Santos e jovem por Giancarlo di Tomazzio). Julio já havia mostrado todo seu talento em "Cão sem Dono", de Beto Brant, e aqui, exprimi tão bem esse talento que, mesmo se não houvesse auxílio da maquiagem e do figurino, confundiria-se com o verdadeiro Luiz Gonzaga Junior, amargurado, com o ego ferido, com raiva do pai, que o "abandonara" com os padrinhos após a morte prematura da mãe, vítima da tuberculose, mas que mesmo assim não esconde a admiração e o amor que sente por ele. Em nenhum momento piegas, o filme ganha ritmo nos números musicais, mas o perde em excessivas e até desnecessárias inserções de material documental durante suas duas horas. Mas o público já está encantando com a reconstituição de época e as interpretações do grande elenco e talvez releve isso. 

Tecnicamente, o filme é impecável! Palmas para a direção de arte de Claudio Amaral Peixoto, para a montagem de Vicente Kubrusly, para o figurino de Clauida Kopke e Ana Avelar e para a fotografia de Adrian Teijido.

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Skyfall nas alturas

Devo aqui confessar – e por favor, lembre-se de que todos têm seus telhados de vidro – que eu nunca assisti um 007 com o seu primeiro e mais famoso intérprete: Sean Connery. Mas em compensação, já assisti a todos os outros e gosto muito da série, mesmo com seus altos e baixos. Devo confessar também que, ao contrário da maioria, eu gostava muito, muito mesmo do bonachão Roger Moore como James Bond e nunca fui fã de Timoty Dalton, que para mim tem mais cara e pose de vilão do que  de herói. Pierce Brosnan veio ressuscitar o agente de Sua Majestade no cinema nos anos 1990 com elegância e até competência. Mas foi esse reboot com Daniel Craig que trouxe Bond ao século XXI nessa até então trilogia recheada mais que nunca de ação quase ininterrupta. E mesmo após um segundo filme (‘Quantum of Solace’) mediano (o filme só se salva pelos 15 minutos iniciais) a série, que completou 50 anos esse ano de 2012, ganha um reforço com esse Skyfall que, na minha humilde opinião, é um dos melhores filmes do personagem criado pelo escritor Ian Fleming, e arrisco dizer, o melhor dos três até então com Daniel Craig.

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Belezinhas via Amazon: City of God

Mais uma belezinha chegou da terra do tio Sam, vindo na bagagem de um casal muitíssimo amigo (valeu Bia e Bone!). CITY OF GOD, a.k.a. Cidade de Deus, filme brazuca indicado a 4 Oscars e vencedor de diversos prêmios mundo afora. Por que compra-lo na Amazon? Ora, porque o filme NÃO FOI LANÇADO EM BLU-RAY NO BRASIL! Absurdo? Sim, e tem mais! Vejam o vídeo:



Gostou? Taí o link para a edição na Amazon (o da esquerda o blu-ray, o da direita, o DVD):


 
Ocorreu um erro neste gadget